Policia Civil trabalha para colher provas da autoria de vilipendio
Divulgação/Reprodução

O responsável pelo caso de vilipêndio de cadáver e violação de sepultura, ocorrido em cemitério de Flor de Minas, distrito de Gurinhatã, Delegado de Polícia Civil, Rafael Faria atendeu pedido da imprensa e gravou nesta terça-feira (27) mensagem de vídeo, explicando que a situação ainda e de colhimento de provas subjetivas e testemunhais. “No momento a dificuldade encontrada é encontrar provas testemunhais, o que se apresentou até aqui são suspeições ou seja, indícios de determinados suspeitos ainda não devidamente  indiciados, pela falta de prova concretas. Apesar das provas periciais terem sido realizadas” explicada o Delegado Rafael.

O caso em questão se refere  ao corpo de Poliana Pereira, de 27 anos,  desenterrado e violado em um cemitério do distrito Flor de Minas, em Gurinhatã, Minas Gerais. Ela morreu vítima de pneumonia e foi sepultada no último sábado (10)

Leia também
FALTA DE ÁGUA PREOCUPA

Possível desabastecimento de água coloca Ituiutaba em situação de alerta

A crise hídrica que castiga várias cidades da região chegou também em Ituiutaba e com isso levou o …

Há 22 horas atrás - 80
ATUALIZAÇÃO DO AGRONEGÓCIO

Milho segue cotado a R$90,00 no Pontal Mineiro

O principal produto utilizado em várias atividades realizadas pelo produtor rural, segue cotado à R$90,00, segundo levantamento do …

Há 2 dias atrás - 46
PROGRAMAÇÃO DA VACINA ANTI COVID-19

Confira a programação da vacina contra Covid-19 nesta quarta-feira (22)

O Setor de Epidemiologia da Prefeitura de Ituiutaba, divulgou nota sobre a programação da vacinação contra covid-19 para …

Há 2 dias atrás - 98