Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina
Divulgação/Reprodução Jefferson Rudy AS

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5) em depoimento à CPI da Pandemia que deixou o governo por ter percebido que não teria autonomia para conduzir a pasta. Ele afirmou que não sabia da produção de cloroquina pelo Exército e  que sua orientação sempre foi contrária ao uso desse e de outros medicamentos sem comprovação científica no enfretamento da crise sanitária.

Segundo Teich, que ficou menos de um mês no cargo, “existia um entendimento diferente pelo presidente” Jair Bolsonaro, fato que motivou sua saída do comando da pasta.

—Esse era o problema pontual, mas isso refletia falta de autonomia — disse Teich.

Em resposta ao relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), o ex-ministro afirmou que nunca foi consultado sobre a produção e distribuição de cloroquina, mas não descartou que possa ter ocorrido, mas “nunca sob minha orientação”, apontou.

O ex-ministro, que é médico oncologista, reforçou que seu posicionamento se estende a outros medicamentos sem comprovação e ressaltou que a cloroquina tem efeitos colaterais.

Fonte: Agência Senado #cpidapandemia, #senadofederal

Leia também
ATUALIZAÇÃO DA PANDEMIA NO BRASIL

Brasil tem 70% da população vacinada contra Covid-19

Na quarta-feira (10), o Brasil chegou à marca de 70% do público-alvo já vacinado. Essa população imunizada é …

Há 3 semanas atrás - 192
SORTEIO MEGA ACUMULADA

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 90 milhões na quarta-feira

A Mega-Sena acumulou no sorteio do concurso 2426, realizado no sábado (6), em São Paulo. Os números sorteados …

Há 3 semanas atrás - 203
ATUALIZAÇÃO DA PANDEMIA EM ITUIUTABA

Boletim Covid-19 das últimas 24horas tem apenas um novo caso em Ituiutaba

Autoridades municipais de saúde em Ituiutaba, divulgaram o registro de um caso positivo para a Covid-19, anotado nas …

Há 3 semanas atrás - 270